Cadastro de Parâmetros – Vendas

ICMS

O ERPFlex identifica automaticamente as alíquotas de ICMS internas dos estados e as interestaduais, conforme o cadastro da empresa e o endereço do destinatário (campo UF do cliente).

Caso as alíquotas internas sejam diferentes como, por exemplo, Cosméticos com 25%, é possível defini-las de maneira mais abrangente por NCM, regra fiscal ou de forma específica por produto.

Para informá-las por produto, é necessário primeiro cadastrar a alíquota nesse parâmetro e, em seguida, vincular no cadastro do produto.

Implantação PDV Zanthus com ECF:

Quando o ERPFlex é utilizado integrado ao PDV Zanthus com um ECF (impressora de cupom fiscal – mod. 2D), há necessidade de especificar a alíquota interna do ICMS por produto, mesmo que seja a padrão do Estado.

Além disso, para o PDV Zanthus com ECF, também é necessário cadastrar as seguintes notações como alíquotas, para considerar:

0,01 – Substituição tributária

0,02 – Isento

0,03 – Não Tributado

Observação: quando a implantação do PDV Zanthus emite cupom fiscal eletrônico (mod. 59 e 65), a alíquota do ICMS é definida no cadastro do NCM, aba Valores-Padrões PDV.

ISS

Implantação PDV Zanthus:

Quando o ERPFlex é utilizado integrado ao PDV Zanthus para venda de serviços, há necessidade de especificar as possíveis alíquotas de ISS.

Dessa forma, é necessário primeiro cadastrar as alíquotas de ISS nesse parâmetro e, em seguida, vincular no cadastro do serviço.

Alíquota aplicável de cálculo do crédito CST ICMS 101, 201 e 900 do Simples Nacional

As empresas do Simples Nacional que oferecem crédito de ICMS devem cadastrar a alíquota nesse parâmetro, para que sejam sugeridas na nota fiscal quando utilizados os CSTs de ICMS 101, 201 e 900.

Caso ocorra mudança de alíquota em função de alteração na faixa de faturamento da empresa, é necessário realizar a manutenção manual dessa informação.

Observação: é possível imprimir essa informação nos Dados Adicionais do Danfe, para isso, estão disponíveis as seguintes variáveis para uso na regra fiscal ou especificamente no primeiro quadro de parâmetros da aba Faturamento – Inf. Adicionais:

  • <XXX_PCICMS> –  alíquota de ICMS, conforme definido nesse parâmetro;
  • <XXX_VCICMS> – conforme valor calculado nos itens na nota fiscal.

Exemplo:

Documento emitido por empresa optante do Simples Nacional – não gera crédito fiscal de IPI. Permite o aproveitamento de crédito de ICMS no valor de <XXX_VCICMS>, correspondente à alíquota de <XXX_PCICMS>% nos termos do ART. 23 da LC 123.

Importante:

  • se configurada a aba Faturamento – Inf. Adicionais dos parâmetros, digite o texto no primeiro quadro, caso contrário as variáveis não serão substituídas pelos dados correspondentes.
  • não digite as variáveis diretamente na tela de Faturamento,  pois os dados não serão substituídos.

Essa aba relaciona os serviços referentes às tributações previstas nas notas fiscais geradas pelo ERPFlex. Sem eles não é possível abrir as telas de Faturamento e Compras; portanto, nunca exclua esses serviços e a parametrização, mesmo que sua empresa não recolha algum desses impostos.

Por padrão, a ERPFlex já envia esses serviços cadastrados vinculados neste parâmetro. Eles armazenarão os valores calculados para os tributos incidentes nas notas fiscais geradas.

Essa aba permite marcar como padrão, na tela de Faturamento, as incidências nos impostos quando houver Frete, ICMS, ICMS-ST, IPI, PIS e Cofins.

Isso evita que seja necessário marcar essas flags a cada nota.

CFOP de Vendas

Se desejar informe um CFOP interno padrão para sugestão na tela de Faturamento. Isso é útil quando a empresa não possui variação de CFOP na venda (o que é muito raro).

Em caso de vendas interestaduais e exportação, o ERPFlex automaticamente ajusta o CFOP para iniciar com 6 e 7, respectivamente.

CFOP Devolução

Selecione um CFOP padrão para sugestão se for necessário gerar uma nota de devolução ao fornecedor. Observe que nesse caso, a partir da nota de venda do fornecedor, é gerada uma nota de saída na tela de Faturamento, portanto, o CFOP é de saída.

Consulte o link Como gerar nota de devolução de compras para conhecer o passo a passo.

Situação Tributária do IPI

O CST do IPI na tela de Faturamento pode ser sugerido com base em algumas parametrizações, seguindo a hierarquia:

  1. Regra Fiscal
  2. Parâmetro ou NCM

Se a empresa gerar suas notas de saída sempre com o mesmo CST  de IPI, não precisa criar regra fiscal para o IPI, basta configurar esse parâmetro com o CST padrão.

Se houver variação apenas por NCM, esse parâmetro também permite buscar o CST padrão no cadastro do NCM. Para isso, selecione a opção NCM.

Tipo de cálculo IPI

Selecione o padrão do cálculo do CST de IPI:

  • Percentual – aplica o percentual definido no cadastro do NCM (aba Faturamento) para calcular o IPI.
  • Pauta – aplica o valor definido no SKU (aba Tributos) para calcular o IPI, com base na quantidade vendida.

Vendedor Padrão

Para gravar um faturamento ou receita, é obrigatória a informação de um vendedor. Esse parâmetro permite selecionar um vendedor que será sugerido como padrão nas telas de Faturamento e Receita.

Vendedor Zanthus

Na integração das vendas provenientes do PDV Zanthus, é possível gravá-las com um vendedor padrão. Para isso, selecione o nome nesse parâmetro.

Caso esse parâmetro não seja preenchido, a venda será gravada com o operador que realizou a venda no PDV Zanthus.

Obrigatório informar Sit. Trib IPI

Algumas empresas do Simples não informam a situação tributária do IPI em suas notas. Para que o sistema não valide esse preenchimento, configure esse parâmetro com Não.

Tipo de cálculo PIS

Selecione o padrão do cálculo do CST de PIS:

  • Percentual – aplica o percentual definido no cadastro do NCM (aba Faturamento) para calcular o PIS.
  • Pauta – aplica o valor definido no SKU (aba Tributos) para calcular o PIS, com base na quantidade vendida.

Tipo de cálculo Cofins

Selecione o padrão do cálculo do CST de Cofins:

  • Percentual – aplica o percentual definido no cadastro do NCM (aba Faturamento) para calcular o Cofins.
  • Pauta – aplica o valor definido no SKU (aba Tributos) para calcular o Cofins, com base na quantidade vendida.

Apresenta situação financeira do cliente?

Escolha Sim para exibir uma janela com a situação financeira do cliente nas telas de Orçamento, Faturamento e Receita, assim que o cliente for selecionado.

Em bases compartilhadas, é possível exibir a situação financeira de cada uma das empresas. Para isso, configure o parâmetro Análise de Crédito em Parâmetros > Financeiro, utilizando um usuário que tenha acesso a todas as bases.

Inibe botão de incluir item no faturamento

Selecione Sim para ocultar o botão Incluir itens nas telas de faturamento e receita. Dessa forma, somente será possível faturar a partir dos itens carregados de  um orçamento.

Faturar somente orçamentos aprovados pelo cliente?

Selecione Sim para que apenas os orçamentos com status Aprovado pelo Cliente sejam listados para faturamento. Para isso, o parâmetro Usa funcionalidade de Aprovação do Cliente deve estar habilitado (Parâmetros > Orçamentos).

Situação Tributária do PIS

O CST do PIS na tela de Faturamento pode ser sugerido com base em algumas parametrizações, seguindo a hierarquia:

  1. Regra Fiscal
  2. Parâmetro ou NCM

Se a empresa gerar suas notas de saída sempre com o mesmo CST  de PIS, não precisa criar regra fiscal para o PIS, basta configurar esse parâmetro com o CST padrão.

Se houver variação apenas por NCM, esse parâmetro também permite buscar o CST padrão no cadastro do NCM. Para isso, selecione a opção NCM.

Emite outros modelos de NF?

Se a empresa emitir nota modelo 21 ou 22, Comunicações ou Telecomunicações, deve habilitar esse parâmetro para que os cadastros de Produtos e Serviços, e Clientes passem a exibir a aba Comunicações/Telecomunicações para configuração específica das notas.

Observação: a opção de Energia está em desuso.

 

Cadastro de Serviços, aba Comunicações/Telecomunicações

 

Cadastro de Clientes, aba Comunicações/Telecomunicações

Número da última NF (21)

Se utilizados os modelos de nota fiscal  21 ou 22, informe nesse parâmetro o número da última nota gerada pela empresa para que o ERPFlex faça o sequenciamento automático.

Modelo da NF

Selecione o modelo de nota que a empresa gera em maior volume, para que a tela de Faturamento já venha com o modelo selecionado por padrão.

Situação Tributária do Cofins

O CST do Cofins na tela de Faturamento pode ser sugerido com base em algumas parametrizações, seguindo a hierarquia:

  1. Regra Fiscal
  2. Parâmetro ou NCM

Se a empresa gerar suas notas de saída sempre com o mesmo CST  de Cofins, não precisa criar regra fiscal para o Cofins, basta configurar esse parâmetro com o CST padrão.

Se houver variação apenas por NCM, esse parâmetro também permite buscar o CST padrão no cadastro do NCM. Para isso, selecione a opção NCM.

Desabilita aplicação manual das Regras Fiscais?

Selecione Sim para esconder o botão Aplicar Regras Fiscais da tela de Faturamento. Esse botão normalmente é utilizado pelos analistas para validação manual das regras fiscais durante a implantação. Após a conclusão dessa etapa, pode ser desativado e as regras fiscais são aplicadas automaticamente (Parâmetros > Configurações Gerais).

Trasmite nota de serviço utilizando Danfe?

Selecione Sim para habilitar o uso de nota conjugada no ERPFlex, que permite transmitir serviço na nota modelo 55. Quando em uso, a aba INSS será disponibilizada.

Tipo de Frete?

Se desejar simular o valor do frete sem contrato junto aos Correios, selecione a opção padrão para cotação na tela de Faturamento. Note porém que para a consulta de valor do frete, não pode estar em uso Frete Grátis (Parâmetros > aba Frete).

Código do Produto no Danfe

Algumas empresas necessitam que no Danfe conste o código e/ou a descrição do produto utilizadas pelo Cliente. Nesse caso, é possível realizar o vínculo entre a identificação interna e o praticado pelo cliente.

Para isso, é necessário configurar esses parâmetros:

  • Código do Produto na Danfe (Código do Produto por Fornecedor/Cliente)
  • Descrição do Produto na Danfe (Código do Produto por Fornecedor/Cliente)

Além disso, é necessário que no cadastro do cliente esteja marcado  Este cliente é também um fornecedor.

Descrição do Produto no Danfe

Algumas empresas necessitam que no Danfe conste o código e/ou a descrição do produto utilizadas pelo Cliente. Nesse caso, é possível realizar o vínculo entre a identificação interna e o praticado pelo cliente.

Para isso, é necessário configurar esses parâmetros:

  • Código do Produto na Danfe (Código do Produto por Fornecedor/Cliente)
  • Descrição do Produto na Danfe (Código do Produto por Fornecedor/Cliente)

Além disso, é necessário que no cadastro do cliente esteja marcado  Este cliente é também um fornecedor.

Quantidade Digitada

Quando a empresa trabalha com fator de conversão para venda de algum produto, é possível ajustar a tela de faturamento para digitar a quantidade com base na unidade de medida comercial ou na interna de estoque, de forma a melhor se adaptar o padrão utilizado pela empresa.

O sistema faz a conversão automática entre as quantidades.

Observação: Se o preço for com base no Markup, o ERPFlex irá considerar a unidade de medida do Estoque para o cálculo, fazendo a proporcionalidade na unidade comercial. Nesse caso, recomenda-se manter o parâmetro para digitação na unidade comercial.

Qtde. mostrada no browse de itens

Quando a empresa trabalha com fator de conversão para venda de algum produto, é possível ajustar o grid dos itens incluídos na tela de Faturamento para apresentar a unidade de medida comercial, ou a do estoque, ou ambas para melhor conferência.

Considera Frete do Orçamento:

Quando um orçamento é faturado de forma parcial, pode não ser interessante cobrar o frete de forma proporcional aos itens faturados. Nesse caso, configure esse parâmetro para cobrar o valor Total do frete, a cada faturamento do orçamento.

Usa data atual na conversão

Selecione qual data de ser aplicada na conversão da receita em faturamento:

  1. Sim: atualiza com a data atual (do dia)
  2. Não: mantém a data da emissão da receita

Propriedades Fiscais Faturamento

Selecione a propriedade fiscal padrão para carregar automaticamente na tela Faturamento.

Leva informações do contabilista para NFe?

Alguns estados exigem a informação do contador no arquivo XML da NFe.  Para isso, informe os dados no cadastro de empresas e habilite esse parâmetro.

O campo CPF/CNPJ do Contabilista no cabeçalho do faturamento:

Ratear juros como despesa acessória dentro do ítem

O valor dos juros pode ser rateado nos itens ou apenas incluído no valor total do faturamento/receita, conforme configuração deste parâmetro:

  • Se definido com Sim, a cada item do faturamento, será exibido o campo de Juros com o valor proporcional; esse tratamento é importante para o cálculo adequado dos tributos.
  • Se configurado com Não, o valor dos juros será incluído como um item de serviço de Acréscimo (uso com Receita).

Consumidor Final Padrão para emissão de NF-e

Empresas que possuem grande volume de venda a consumidor final podem manter tela de Faturamento já configurada com o padrão Sim para o campo Consumidor Final.

Copia dados adicionais dos itens do orçamento para o quadro dados adicionais no DANFE

Se marcada, carrega os dados adicionais do item do orçamento para as Informações do Contribuinte no Danfe, após a gravação do Faturamento

Informações adicionais de interesse do Fisco

Nesses quadros, é possível deixar até 6 textos padrões para usar nos Dados Adicionais do Danfe, linha de Informações de Interesse do Fisco.

No momento do Faturamento, basta marcar o quadro que deve ser levado para o Danfe.

Informações adicionais de interesse do Contribuinte

Nesses quadros, é possível deixar até 6 textos padrões para usar nos Dados Adicionais do Danfe, linha de Informações de Interesse do Contribuinte. No momento do Faturamento, basta marcar o quadro que deve ser levado para o Danfe.

É possível usar algumas variáveis de valores para compor a mensagem; no entanto, precisam elas estar no primeiro quadro para que o sistema consiga fazer o cálculo.

Seguem algumas variáveis:

  • <SF3_ValICMSUFRemet> – Valor total do ICMS UF Remetente
  • <SF3_ValICMSUFDest> – Valor Total ICMS UF Destino
  • <SF3_ValFCPUFDest> –  Valor do Fundo de Combate à Pobreza na UF destino
  • <XXX_PCICMS> –  conforme definido no parâmetro Alíquota de crédito do ICMS do Simples Nacional (Parâmetros> Vendas > Alíquotas ICMS)
  • <XXX_VCICMS> – conforme valor calculado nos itens na nota fiscal
  • <SF3_ValAproxFed> – valor aproximado dos tributos federais
  • <SF3_ValAproxEst> – valor aproximado dos tributos estaduais
  • <SF3_ValAproxMun> – valor aproximado dos tributos municipais

Observação: as Informações de Interesse do Contribuinte também podem ser configuradas pela Regra Fiscal.

Situação do RPS

Selecione uma opção padrão de Situação do RPS a ser sugerida sempre que lançada uma nota de serviço.

A situação do RPS varia conforme o município.

Tipo de tributação

Selecione uma opção padrão de Tipo de tributação a ser sugerida sempre que lançada uma nota de serviço.

Código de Tributação doServiço

Selecione o código de tributação de serviço padrão para ser carregado sempre que lançada uma nota de serviço.

Essa configuração deve ser usada se a empresa utilizar apenas um código de prestação de serviço. Caso contrário, recomenda-se manter esse parâmetro vazio e selecionar o código no momento do Faturamento, devido ao cálculo das possíveis retenções.

Submit

    Digite um termo para pesquisa com um mínimo de 4 caracteres.